Imposto de Renda 2020

Tudo o que você precisa saber

Imposto de renda 2020

Chegou a época de declarar o Imposto de Renda 2020.

Nesse artigo você vai saber se você precisa ou não fazer a declaração, qual a nova tabela, a faixa de isenção do IR 2020 e será encaminhado a um Contador credenciado no CRC, para te auxiliar a declarar seu imposto de renda.

Em primeiro lugar, este imposto incide sobre a renda e os proventos de contribuintes residentes no país ou residentes no exterior que recebam rendimentos de fontes no Brasil.

Isso mesmo. Se você mora fora do país e recebe alguma renda com origem no Brasil, também deve declarar.

Índice

Imposto de renda 2020: Novidades

Com o intuito de melhorar o processo de declaração, a Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2020 apresenta algumas novidades, dentre as quais destacam-se:

  • Doações Diretamente na Declaração – Fundos controlados pelos Conselhos do Idoso: é possível doar diretamente na declaração aos Fundos controlados pelos Conselhos Nacional, Distrital, estaduais ou municipais do Idoso.
  • Débito Automático da 1ª Quota: foi ampliado o prazo para seleção de débito automático da quota única ou a partir da primeira quota para 10/04/2020.
  • Contribuição Previdenciária do Empregado Doméstico:

    Por falta de previsão legal não é mais dedutível o valor de Contribuição patronal paga à Previdência Social pelo empregador doméstico.

     Foi excluído o código “50 – Contribuição patronal paga à Previdência Social pelo empregador doméstico” da ficha de Pagamentos Efetuados.

Com o intuito de melhorar o processo de declaração, a Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2020 apresenta algumas novidades, dentre as quais destacam-se:

Quem deve declarar imposto de renda?

Quem deve declarar imposto de renda?

Basicamente, são 7 as situações onde você se encaixa na lista de quem deve declarar o imposto de renda 2020.

Isto é, está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual referente ao exercício de 2020, a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2019:

  • Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00
  • Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas
  • Produtor Rural que obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 ou pretenda compensar, no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019
  • Teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00
  • Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro
  • Optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no País

Quem está isento de declarar o IR 2020?

Dessa forma, se você recebeu até R$ 1.903,98 está isento do pagamento do imposto, não precisa declarar imposto de renda. Essa é a faixa de isenção do IR 2020.

  • Pessoa Física isenta de declarar o Imposto de Renda pode apresentar a declaração?

Sim. A pessoa física, ainda que desobrigada, pode apresentar a Declaração de Ajuste Anual (DAA), Pessoa Física.

Aconselhamos a apresentação dessa declaração, caso tenha planos de financiar um imóvel, fazer um empréstimo ou investir em seu negócio.

Bancos e demais instituições financeiras solicitam essa declaração para comprovar a capacidade de pagamento do cliente.

FAÇA SEU IMPOSTO DE RENDA
COM UM CONTADOR

Fale com um especialista

Faça Certo e Economize

Como Declarar o Imposto de Renda

Como fazer a declaração do Imposto de Renda é uma dúvida muito comum. O primeiro passo é saber se você está na faixa de isenção do IR 2020.

Dessa maneira, se você recebeu até R$ 1.903,98 está isento de fazer a declaração e de pagar o imposto. Está isento, mas pode, mesmo assim, declarar sua renda.

O próximo passo é fazer o download do programa do IR 2020 diretamente no site da Receita Federal.

Agora, basta instalar o programa da declaração do Imposto de Renda 2020 e preencher seus dados. Muita atenção nessa etapa! 

Faça Certo e Economize! 

Nesse sentido, cada informação colocada na declaração é muito importante e pode impactar diretamente no montante de imposto a ser pago. Consulte um profissional da contabilidade.

Por isso, se você tem dúvidas sobre como fazer seu Imposto de Renda, fale conosco!

Imposto de renda 2020: Data

As pessoas físicas que são obrigadas devem apresentar a declaração no período de 2 de março a 30 de abril de 2020.

Tabela do Imposto de Renda 2020

Dessa forma, a tabela progressiva anual para o cálculo do imposto é a seguinte

Base de Cálculo em R$ Alíquota Parcela a deduzir IR
Até 22.847,76
Isento
-
De 22.847,77 até 33.919,80
7,5
1.713,58
De 33.919,81até 45.012,60
15
4.257,57
De 45.012,61até 55.976,16
22,5
7.633,51
Acima de 55.976,16
27,5
10.432,32

Se você recebeu até R$ 1.903,98 mensais ou R$ 22.847,76 no ano de 2019 está isento do pagamento do imposto. 

Caso contrário, se recebeu valores acima de R$ 22.847,76 no ano de 2019, precisa fazer a declaração.

Existe uma forma de pagar menos imposto mesmo ganhando acima do limite mínimo?

Existe sim! Agora você vai saber como pagar menos IR na declaração do ano de 2020, por meio de dependentes. Para que você pague menos impostos na declaração do imposto de renda, uma das formas existentes é ter dependentes.

Na declaração anual do Imposto de Renda, incluir filhos, pais ou avós como dependentes permite fazer uma redução no total dos rendimentos recebidos. Dessa forma, o imposto a ser pago será menor.

No entanto, existem algumas exceções no caso de dependentes e é muito importante prestar atenção ao incluir dependentes. Nem sempre é vantajoso incluir um dependente em sua declaração do IR.

Em outras palavras, a desvantagem ocorre quando o dependente tem a sua própria renda (exceto se ele possui rendimentos decorrentes de aposentadoria, oficial ou privada, ou pensão da Previdência Social.

Fale com o contador, faça uma simulação e veja qual a melhor opção para você!

FAQ - Perguntas Frequentes

Ainda está em dúvida se declara ou não?

Por que fazer a declaração do IR e quais os benefícios?

Não há limitação quanto à idade

Não. A isenção relativa à doença grave especificada em lei não desobriga, por si só, o contribuinte de apresentar declaração.

Não há limitação quanto à idadeA opção pelo desconto simplificado implica a substituição de todas as deduções admitidas na legislação tributária, correspondente à dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na Declaração de Ajuste Anual, limitado a R$ 16.754,34(dezesseis mil, setecentos e cinquenta e quatro reais e trinta e quatro centavos).

 

Não necessita de comprovação e pode ser utilizado independentemente do montante dos rendimentos recebidos e do número de fontes pagadoras.O valor utilizado a título de desconto simplificado não justifica variação patrimonial, sendo considerado rendimento consumido

Não há limitação quanto à idadeA opção pelo desconto simplificado implica a substituição de todas as deduções admitidas na legislação tributária, correspondente à dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na Declaração de Ajuste Anual, limitado a R$ 16.754,34(dezesseis mil, setecentos e cinquenta e quatro reais e trinta e quatro centavos).

Não necessita de comprovação e pode ser utilizado independentemente do montante dos rendimentos recebidos e do número de fontes pagadoras.O valor utilizado a título de desconto simplificado não justifica variação patrimonial, sendo considerado rendimento consumido

Quem são os dependentes para o Imposto de Renda?

Podem ser dependentes, para efeito do imposto sobre a renda:

  • 1 - Companheiro(a) com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de 5 anos, ou cônjuge
  • 2 - Filho(a) ou enteado(a), até 21 anos de idade, ou, em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho
  • 3 - Filho(a) ou enteado(a), se ainda estiverem cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, até 24 anos de idade
  • 4 - Irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho
  • 5 - Irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, com idade de 21 anos até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos
  • 6 - Pais, avós e bisavós que, em 2019, tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 22.847,76
  • 7 - Menor pobre até 21 anos que o contribuinte crie e eduque e de quem detenha a guarda judicial
  • 8 - Pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou curador

Por que fazer a declaração?

Ainda está em dúvida se declara ou não?

➡ Declare

Por que fazer a declaração do IR e quais os benefícios?

A vantagem de se fazer a declaração do IR é, de certa forma, mostrar para o governo o quanto eu ganho e qual minha fonte de receita – como ganho esse dinheiro?

Ao comprovar que você possui renda, possui capacidade de pagamento, você automaticamente, abre as portas para o crédito bancário. Nesse sentido, suas chances aumentam.

Mesmo se você for isento, ou seja, ganhou até R$ 28.559,70 no ano de 2019, é aconselhável fazer a declaração, aproveite!

Conteúdo Relevante

  • CNPJ: 20.919.176/0001-59
  • Plantão Contábil - Assessoria e Consultoria Empresarial​
  • Avenida Brasil, 186A - CEP: 38480-000
  • (34) 92000-0583
  • Responsável Técnico: CRCMG-121901/O